Estrutura

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Juan Claro (Presidente)

Membro do Conselho de Administração desde abril de 2004.

Atividade principal: Empresário e diretor de empresas.

 
Salvador Said 

Membro do Conselho de Administração desde abril de 1992.

Atividade principal: Diretor de empresas do Grupo Said.

 
 
Arturo Majlis

Membro do Conselho de Administração desde abril de 1997.

Atividade principal: Sócio principal da firma de advogados Grasty, Quintana, Majlis y Compañía.

 
Gonzalo Said

Membro do Conselho de Administração desde abril de 1993.

Atividade principal: Gerente General e Diretor de Newport Ltda.

 
 
Eduardo Chadwick  (Vicepresidente)

Membro do Conselho de Administração desde junho de 2012.

Atividade principal: Empresário e  diretor de empresas .

 
José Antonio Garcés

Membro do Conselho de Administração desde abril de 1992.

Atividade principal: Gerente General de Inversiones San Andrés Ltda.

 
 
Pilar Lamana

Membro do Conselho de Administração desde abril de 2017.

Atividade principal: Consultora de empresas e empresária.

 
Gonzalo Parot

Membro do Conselho de Administração desde abril de 2009.

Atividade Principal: Engenheiro e economista, empresário, socio principal e CEO de Elex Consulting Group.

 
 
Enrique Rapetti

Membro do Conselho de Administração desde setembro de 2016.

Atividade principal: Director de Finanças para a América Latina, The Coca-Cola Company.

 
Georges  De Boourguignon

Membro do Conselho de Administração desde abril de 2016.

Atividade principal: Economista.

 
 
Felipe Joannon

Membro do Conselho de Administração desde abril de 2018.

Atividade principal: Diretor de empresas e Professor Universitario.



 
Rodrigo Vergara

Membro do Conselho de Administração desde abril de 2018.

Atividade principal: Economista

 
 
Mariano Rossi

Membro do Conselho de Administração desde junho de 2012.

Atividade principal: Assessorias.

 
Roberto Mercadé

Membro do Conselho de Administração desde abril de 2019.

Actividade principal: Presidente da Unidade de Negócios do Latin Center, The Coca-Cola Company.





 

COMITÊ EXECUTIVO

O Comitê Executivo foi criado por acordo do Conselho de Administração em sessão celebrada no dia 22 de abril de 1986, e tem como funções propor pautas relativas à administração dos negócios sociais e supervisionar o andamento geral dos negócios sociais e das operações de forma permanente e mediante sessões periódicas. O Comitê Executivo é integrado por cinco Diretores eleitos pelo Conselho de Administração, seu Presidente e o Vice-presidente Executivo da Companhia.

COMITÊ DE DIRETORES

O Comitê de Diretores da Andina tem como função cumprir com as normas que para este propósito estabelece o artigo 50 bis da Lei 18.046 sobre Sociedades Anônimas, e é constituído por três Diretores eleitos pelo Conselho de Administração a cada três anos, aplicando o critério de eleição contemplado na Circular N°1.956, emitida pela Superintendência de Valores e Seguros do Chile.

COMITÊ DE AUDITORIA

O Comitê de Auditoria foi constituído pelo Conselho de Administração no mês de Julho de 2005, e veio  dar cumprimento aos requerimentos do NYSE e da SEC associados ao cumprimento da Lei Sarbanes-Oxley. Este Comitê possui sessão em conjunto com o Comitê de Diretores, já que suas funções são muito similares, e os integrantes de ambos os Comitês são os mesmos. O Regulamento de Funcionamento do Comitê se encontra disponível aqui (veja link), e define suas atribuições e responsabilidades. Dentro de suas responsabilidades se encontram analisar as demonstrações financeiras; apoiar a supervisão financeira e a prestação de contas; assegurar que a administração desenvolva controles internos confiáveis; assegurar que o departamento de auditoria e auditores independentes cumpram respectivamente seus papéis; e revisar as práticas de auditoria da Companhia.

COMITÊ DE ÉTICA

O Comitê de Ética possui pelo menos 3 integrantes, os quais são designados pelo Conselho de Administração da Companhia dentre seus membros. Suas sessões são celebradas pelo menos de forma semestral e possui entre suas funções analisar as denúncias recebidas através dos canais dispostos pela Companhia; receber, conhecer e investigar os relatórios de irregularidades no que se refere a lei chilena n°20.393 e recomendar ações a serem seguidas em cada um dos casos. Adicionalmente, deve estabelecer e desenvolver procedimentos propensos a fomentar a conduta ética nas pessoas; supervisionar o cumprimento do disposto no Código de Ética e resolver as consultas e os conflitos que sua aplicação possa gerar. Finalmente, deve estabelecer mecanismos de difusão do Código de Ética e de matérias gerais de caráter ético.

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA

PROPRIEDADE DA COMPANHIA

O Grupo Controlador é composto por 5 famílias chilenas com participação igualitária e possui um acordo de acionistas com TCCC.

Baixar Propiedade da Companhia