Planta Tratamiento Efluentes Paraguay
Nuestros Embajadores
Educar Forestando
Flota eléctrica distribución microcentro Santiago

SUSTENTABILIDADE

AMBIENTE DE TRABALHO

Promovemos um ambiente de trabalho seguro e diverso, que potencialize as qualidades individuais das pessoas, inspirando-as a dar o melhor de si. Cumprimos os princípios internacionais de Direitos Humanos.


CASO DESTACADO

NOSSO COMPROMISSO COM A INCLUSÃO

 

 
 

Na Coca-Cola Andina acreditamos que a diversidade é uma fortaleza como sociedade. Nosso objetivo é poder explorar e aprimorar o talento e as habilidades de cada indivíduo que trabalha conosco, enfrentando desafios concretos em dois pilares: pessoas com deficiências e mulheres.

No Brasil, continuamos com o Programa de Inclusão no mercado de trabalho para pessoas com deficiência, que em conjunto com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), visa educar profissionalmente as pessoas para a colocação profissional. Hoje nas operações do país existem 287 funcionários que possuem algum tipo de deficiência, o que equivale a 3,82% do total dos trabalhadores.

A Empresa também dá atenção especial à inclusão dos jovens no mercado de trabalho. A Argentina possui os programas Primeiro Passo (PPP), Pila e desde 2018 adere ao Programa de Inclusão Profissional (PIP), que oferece a possibilidade de ter sua primeira experiência formal para jovens recém-recebidos de diferentes carreiras. No final de 2017, através desses programas, puderam entrar 32 jovens (10 mulheres), dos quais quatro foram efetivados em 2018. Enquanto isso, entre agosto e novembro, se juntaram a Empresa 20 participantes (oito mulheres) que acabaram de começar sua experiência de trabalho na Andina.

O programa Jovem Aprendiz do Brasil continua oferecendo oportunidades no mercado de trabalho, treinamento e potencial incorporação ao campus permanente da Andina. Entre 2014 e 2018, 578 jovens fizeram parte do programa, dos quais 59% são mulheres e 50% foram contratados para fazer parte da equipe estável da Empresa.

Na Coca-Cola Andina Chile, foram realizadas palestras sobre diversidade e inclusão, das quais participaram 706 colaboradores. O objetivo principal era conscientizar para que todos os funcionários fizessem parte da mudança, oferecendo ferramentas que podem ser usadas tanto no trabalho quanto na vida pessoal. Essas instâncias permitiram identificar e compartilhar casos reais e experiências em grupo. Além disso, abriu possibilidades para os interessados em aprender mais sobre o processo de certificação e os benefícios associados. Dentro das operações do país, temos 14 trabalhadores que têm algum tipo de deficiência.

No Paraguai, estamos trabalhando com a Fundação Saraki, que busca desenvolver processos e ações para que as pessoas com deficiência tenham acesso às oportunidades e recursos necessários para participar plenamente da vida econômica, social e cultural. Também foram treinados 180 funcionários, foi realizada uma avaliação para processos de incorporação de pessoas com deficiência na empresa e também um diagnóstico de edificações com o mesmo objetivo.