Principais Diretrizes Corporativas

PRÁTICAS DE GOVERNO CORPORATIVO

Parte integrante do modelo de Governo Corporativo são as diretrizes corporativas, denominadas Políticas Corporativas, que são de caráter obrigatório para todas as operações e empresas do grupo. As políticas possuem orientações precisas sobre matérias substantivas relacionadas à governabilidade, como é o caso da delegação da autoridade, dos conflitos de interesses, poderes, investimentos em instrumentos financeiros, compras e investimentos, critérios contábeis, uso de informação privilegiada, gestão do desempenho, compensações, administração de denúncias, prevenção de delitos Lei 20.393, código de ética, regulamento do Comitê de Auditoria, entre outras.

 

REGULAMENTO DO COMITÊ DE DIRETORES E DE AUDITORIA

Define a composição e o funcionamento em conformidade com as exigências regulatórias locais e estrangeiras .

Veja link

 

CÓDIGO DE ÉTICA

Constitui um guia de princípios de conduta mínimos para todos os empregados, contratantes, consultores e membros do Conselho de Administração; sendo responsabilidade de todas as pessoas cumprir com as disposições deste Código, qualquer que seja a sua condição contratual e posição dentro do grupo, assim como todos os que prestem serviços na Companhia.

Veja Link :

Código de Ética

Código de Ética Fornecedores e Terceiros


 

DENÚNCIAS ANÔNIMAS

Estabelece a administração das denúncias, mantendo a confidencialidade destas para sua investigação a respeito de potenciais infrações ao Código de Ética.

Veja Link 

Denuncias Anónimas 

 


PREVENÇÃO  DE DELITOS Lei 20.393

Sustenta a adoção, implementação e operação do Modelo de Prevenção de Delitos  de acordo com o estabelecido pela Lei N°20.393.

Veja Link

 

POLÍTICA DO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO

Nós da Coca Cola Andina Brasil nos comprometemos com um sistema de gestão integrado que considera a qualidade e a integridade de nossos produtos e serviços, a saúde e segurança das pessoas envolvidas em nossas atividades, a preservação do meio ambiente, a saúde dos nossos consumidores e o desenvolvimento da nossa sociedade; como aspectos essenciais para assegurar o nosso crescimento sustentável.


 

USO DE INFORMAÇÃO PRIVILEGIADA

É uma norma complementar ao Código de ética e menciona certos critérios mínimos ou princípios orientadores sobre a gestão e a proteção da informação; que tem por finalidade aplicar princípios de transparência e equidade e diminuir substancialmente o risco de que as pessoas afetadas possam incorrer em um descumprimento ou infração de normas legais. É declarado que as obrigações são pessoais.

 

CONFLITO DE INTERESSES

Menciona como administrar os conflitos entre os interesses de particulares e/ou de terceiros que participam na tomada de decisões e os interesses da sociedade.

 

OUTORGA DE PODERES

São indicadas as restrições, limites, exclusões e atuações conjuntas com as quais devem operar os procuradores nas empresas do grupo. 

 

INVESTIMENTOS FINANCEIROS

Regula a participação no mercado de capitais mediante princípios relacionados à prudência, segurança, liquidez, rentabilidade, diversificação, especulação, prazo, limites de investimento, tipos de instrumentos e qualificação de riscos a considerar, observando também a apropriada custódia.

 

COMPRAS E INVERSTIMENTOS

Aborda e regula aspectos relativos a orçamento, contratos, licitações, níveis de autorização, tratamento de exceções, aspectos técnicos, fornecedores exclusivos, fracionamento de compras, rotação do pessoal de compras, conflitos de interesse e administração de presentes por parte dos fornecedores.

 

CRITÉRIOS CONTÁBEIS

Estabelece o marco técnico conceitual dos critérios contábeis, baseado nas Normas Internacionais de Informação Financeira, que se encontram autorizados pelo Conselho de Administração e que são aplicáveis na preparação das demonstrações financeiras consolidadas do grupo.

 

RIESCOS E SISTEMA DE CONTROLE INTERNO

Esta diretriz propõe contar com mecanismos padrão com relação ao controle interno sobre a informação financeira e proteção dos ativos.

 

COMPENSAÇÕES

São lineamentos gerais para a administração de compensações salariais na Coca-Cola Andina, sobre aspectos que devem ser padronizados e alinhados com a estratégia e os resultados do negócio. Promove a implementação de um sistema de avaliação de cargos e políticas de administração salarial com objetivos de equidade interna, competitividade externa, reconhecimento do desempenho meritório, recrutamento efetivo e retenção eficaz .

 

GESTÃO DE DESEMPENHO

Estabelece e formaliza a metodologia única de Gestão do Desempenho e desenvolve um Sistema de Avaliação de Desempenho, aplicável para todas as empresas do grupo.